segunda-feira, 15 de junho de 2009

Porque?


Doem-me os olhos, tento mente-los abertos para não dormir, porque sei que serei assaltada por sonhos que não quero, mas ao manter-me acordada, acodem-me á memória todas as palavras ditas e escutadas, todos os carinhos trocados e promessas de futuro.
Nada faz sentido …..
O último beijo
O último carinho
A última frase …. Amo-te princesa, nunca te vou deixar …. Ecoa dentro de mim com a força de um furação e faz com que lembre e relembre tudo o que nestes últimos meses passei.
As horas intermináveis em que esperei por ti e tu não apareceste, os fins-de-semana solitários, os telefonemas que deverias ter feito e não fizeste, todo o carinho e amor que pensei ser recíproco. È impossível não pensar nas noites em que o sono não vinha atormentada pelos pensamentos que queria apagar, os telefonemas em que o tom de voz subia provocada pela tua ausência sem sentido. Já não consigo chorar, já não consigo sentir nada …… só dói e dói tanto e de uma forma que parece física.
Em que ponto ou altura eu te perdi? Não sei ………… hoje vejo que muito provavelmente temos caminhos e vidas diferentes e que talvez, seja impossível ultrapassar esse pequeno detalhe.

3 comentários:

Anne disse...

Por mais que doa, tens de meter na tua cabeça que ele é só uma parte da tua vida, não o todo. não é a tua vida. e ela não pára e tu não podes parar. doi, mas vai passar, porque afinal alguém que te faz sofrer assim não merece que chorem por ele.

Mokas disse...

assino por baixo da Anne...
keep your head erect
take a deep breath
Chin up
step forward!
the world is yours to have...

saia justa disse...

Anne, tu sabes mais do que ningém todo o percurso de vida que tive, acompanhas-te todos os momentos, eu sei que tens razão, mas também aqui se aplica. A razão tens razões que a própria razão desconheçe. BJ

Mokas, obrigado! pelas palavras pelos incentivos e por tudo o que tens escrito, numa linsguagem mais jovem diria. Ès bue de fixe. Bjokas