quarta-feira, 5 de agosto de 2009

smooth...

Abri a porta devagar, com calma, respirei fundo para que não se percebesses que o meu peito arfava.
Por momentos o teu cheiro derrubou-me, o esforço que fiz para não ceder foi descomunal
Tive de virar costas … virei, caminhei á tua frente e sentia os teus olhos pregados nas minhas costas, tinha que o fazer, ou corria o risco de deitar tudo a perder porque a vontade de me atirar nos teus braços era demasiada.

Corres-te ...

Senti o teu abraço, a tua respiração no meu pescoço a facilidade com que me rodas-te e viras-te para ti, as tuas mãos no teu rosto, o toque dos teus lábios ...e não consegui resistir.
Tudo o que tinha pensado dizer, não disse, tudo o que jurei não fazer, aconteceu ….
È incrível a forma que tens de me desviar do percurso traçado, é por eu ser demasiado cobarde? Não não creio …. Acho que é apenas por saberes que te AMO demais.

Livros prazer divino …

Por força das circunstâncias, há já uns tempos que não lia nada que me prendesse muito a atenção, mas isso mudou e como mudou. Ouvi falar bastante do filme “Crepúsculo” mas como me conheço, recusei ver o filme antes da leitura do livro, bem … é qualquer coisa de fantástico. Nas primeiras páginas ou porque estivesse em dia não ou porque ando um pouco em baixo, não estava a dar grande atenção, mas quando consegui “ler” de novo com o coração como costumo fazer, a coisa mudou de figura, devorei as cerca de 600 páginas e uma forma incrível, como se fosse a última refeição de um condenado. Faz-nos repensar na vida, o certo e errado, os mitos e lendas, realidade ou ficção? È tudo tão soberbamente descrito que a velha tese de “eu não acredito em bruxas .. mas que as há ..”
Já passei para o seguinte … “Lua Nova” e só ontem já li praticamente 65% do livro, a vem da verdade as horas iam muito avançadas quando olhei para o relógio … mas não conseguia parar, é envolvente e eu tinha quase a real sensação de ser a “Bella” da história. Já tenho os outros dois comigo, “Eclipse” e “Amanhecer”, recomendo vivamente a todos os amantes de boa leitura

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Ladrões de meia tigela


Realmente esta vida é mesmo uma porcaria. Não é que voltei a ser assaltada? No ano passado no dia 7 de Junho, após vários fins-de-semana consecutivos a trabalhar, chegou aquele por que tanto ansiava.
Sábado 08h00 da manhã, abro o olho e penso, porra eu não vou trabalhar vou aproveitar para descansar mais um pouquinho. Estava eu naquela sonolência mas sem ser em sono profundo, quando oiço a porta do meu quarto a abrir, é o Bruno pensei para mim, continuando na mesma posição. O costume entre nós é se ele abre a porta e vê que estou a dormir volta fecha-la. O problema é quem abriu a porta não voltou a fecha-la, eu viro-me rapidamente e grito pelo nome dele e nada …. Oiço uns passos apressados escada abaixo e ai tive a noção que alguma coisa estranha se estava a passar. Deitei a mão ao robe e toca a correr cá para baixo. Nada! Não vi nada. Deitei a mão á porta e esta abriu, pensei… foi o Bruno que saiu, vou para o jardim e abeiro-me do terraço e espreito para confirmar que o carro dele não estava. Gelei …. O carro estava estacionado no mesmo sítio, precipitei-me para dentro de casa corri escada acima e chamei por ele. Estava a dormir ….. óh filhote tu levantaste-te? Não mãe … eu estava a dormir o que se passa? Fomos assaltados proferi ainda não acreditando no que acabava de acontecer. Foi uma limpeza em tudo que era ouro e jóias, os filhos da put…. Levaram tudo …… e eu a dormir. A raiva era mais que muita a desilusão e a perca era um misto de sentimentos que não conseguia descrever, senti-me devassada na minha privacidade, sim porque como era tempo quente a minha roupa de dormir não abunda pelo tecido, tudo o que possuía tinha evaporado virado fumaça. Gritei, chorei, descabelei-me mas nada adiantou a GNR tomou conta da ocorrência mas nada mais podia fazer diziam eles. A senhora até teve sorte, porque eles não lhe fizeram nada! podiam ter abusado de si ou muito pior, de si e do seu filho, portanto no meio do azar até teve sorte. Pensando dessa forma até me conformei um pouco e foi a maneira de tantar ultrapassar a sitação, mas o pior estava para vir. Um ano e um mês sensivelmente passou sobre este pesadelo que acabou por voltar a acontecer na madrugada da passada terça feira. Fui de novo assaltada, de novo estávamos a dormir (a assalto deve ter ocorrido entre as 3 e as 4 da manhã) desta vez foi o meu filhote que deu por ela. Acordou com sede e vinha beber alguma coisa quando deu com a porta escancarada. Arrombaram a janela do escritório, e sairam pela porta da entrada levando a minha TV de 2.000 Euros. Não é que tive a desgraçada meses parada com uma avaria e não encontrava quem arranjasse, agora que arranjei e que tive que desembolsar quase 400€ os cabrões resolvem assaltar-me de novo? … só a mim! De novo chamo a GNR e de novo oiço a mesma coisa. Pois minha Senhora … nós tomámos conta da ocorrência mas não podemos fazer muito mais que isso. A minha raiva era latente a vontade que tinha era pegar no taco que tenho lá em casa e rebentar com tudo. E a lata deles! Olhe ainda que mal lhe pergunte a Senhora mora aqui sozinha com o seu filho? sim respondi …. Não tem marido? Não porque? È que isto é enorme para a Senhora estar cá sozinha, é uma casa grande demais e muito escondida. Maldita sorte, sou roubada, invadem a minha privacidade, violam o meu canto e ainda tenho que aturar os Guitas a dar palpites sobre a casa e a perguntar pelo meu ex ….. definitivamente tenho que ir á bruxa ….. agradeço informações sobre alguma que seja eficiente

sexta-feira, 24 de julho de 2009

un rêve .......

Gostava de te amar loucamente na areia da praia, despir-te devagarinho, bem devagarinho e ir beijando e sorvendo cada pedacinho do teu corpo, enebriar-me no teu cheiro, perder-me no teu gosto e devorar-te por inteiro e com toda a força que o desejo me permitisse, deixar-te e sentir-te louco e preso aos sentidos que te despertava e quando tu já não aguentasses mais ... parava .... tirava a minha roupa da forma mais sensual e provocante que possas imaginar até te deixar á beira do delirio a explodires na loucura do momento e me amasses da mesma forma intensa, inteira e completa ..... e ai sim, faziamos amor ! como se fosse a última, vezes e vezes sem conta, embalados pelo barulho das ondas do mar, numa cama de areia fofa, tendo como candeeiro a luz mágica da lua e cobertos por um lençol de estrelas. È assim que sonho e quero amar-te um dia. Não muito distante ....... ou será só um sonho?

terça-feira, 21 de julho de 2009

dar um tempo .......


De vez em quanto temos que ter a capacidade de parar um pouco, analisar, reflectir e

saber dar um tempo.......

Um tempo a nós mesmos.

Alhearmo-nos do que nos rodeia

Pesar os prós e contras

Ter a capacidade e descernimento para ver se o caminho traçado é o mais correcto

Saber o queremos e se estamos a investir da forma mais adequada

Enfim parar ....

Não é um adeus, mas talvez apenas um até já


Reflexão


Palavras, são apenas palavras, mas como podem ser tão dificeis de pronunciar naquele momento crucial, em que era preciso articular uma nem que fosse um palavrão?

Nada ... não sai nada, há uma especie de tampão na garganta e por mais que tente nada é dito, e a cabeça entre em rodopio, incapaz de acompanhar a vontade mas o silêncio impera e fica só um vazio e uma incomodativa dor no peito proveniente do querer e não poder .....

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Audrey Hepburn .....

Para mim é de longe a mulher mais linda de todos os tempos. bonita, elegante, graciosa, com um charme e uma simplicidade incomum. Já andava para falar dela há uns bons tempos, mas ontem á noite acabei por rever o documetário da sua vida e é algo assombroso e digno de se ver ...



Os seus filmes são fabulosos, mas destaco só alguns ...

1954 - Sabrina
1956 - Guerra e paz
1959 - Uma cruz à beira do abismo
1960 - O passado não perdoa
1961 - Breakfast at Tiffany's
1964 - Quando Paris alucina
1966 - Como roubar um milhão de dólares
1967 - Um caminho para dois
1967 - Um clarão nas trevas
1976 - Robin e Marian
1979 - A herdeira
1989 - Além da eternidade

Destacou-se no cinema, e a sua participação no filme de 59 "uma cruz á beira do abismo" é simplesmente fabuloso, assim como Sabrina, Guerra e Paz e todos os outros. Acabou a vida a representar a UNICEF, junto dos mais carenciados, fez por eles o que muito poucos se lembram apesar do estatuto de estrelas que deteem. Morreu em 20 de Janeiro de 1993 e o mundo ficou mais pobre em todos os sentidos .....

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Pensamento do dia ....

"As pessoas reclamam muito, mas se acovardam na hora de tomar providências. Querem que tudo mude, mas elas mesmas se recusam a mudar. "

Paulo Coelho

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Crazy ....... for you always

Deixas-me assim ... Crazy ... e não sei se de raiva, ódio ou tão somente AMOR


Solidão



…deixas-te ficar, na sombra do passado, escondido da turbulência do presente, evitando as vagas do futuro. Deixas que o tempo te passe, te ultrapasse, ficas quieto, estático. Com esse tempo que passa, observas as imagens da vida que arrastas atrás de ti, um filme desfocado pela tua própria velocidade, fotogramas de instantes em que o próprio tempo se suspendeu, uma pausa na agitação da corrida. Deixas-te ficar, onde o Sol já iluminou o dia, e a noite é exclusivamente o remanescer do que ficou de mais um dia. Sentas-te, como se conduzisses um carro, com a singular diferença de que não te moves, apenas o que está à tua volta se atarefa em passar. Esta viagem, atrás do tempo, oferece-te a possibilidade de rever os momentos, de perceber os tormentos, de sentir de novo, duma forma inversa o que é ir da dor à alegria, da ausência à presença, do vazio ao cheio. Esperas, nesse regresso à origem, nessa viagem sem movimentos, voltar, ao lugar onde te deixaram, ouvir de novo, e sentir que no seu olhar a esperança de outros tempos, é muito superior á derrota do presente. Voltas, de regresso atrás, ao lugar onde as nossas mãos se separaram pela última vez, para se voltarem a tocar no próximo futuro…
Espero, poder demonstrar-te que não é baixando os braços no presente, que alcançarás no futuro tudo aquilo que já tiveste no passado ..... e no meio de tudo isso, deixas-me a mim nesta solidão que me corroi e destroi inteira

Mulher e Menina

Sou uma mulher cheia de desejos e uma menina cheia de sonhos
Sou uma mulher que encanta mas também uma menina que aplaude
Sou uma mulher que anda de saltos altos e uma menina que brinca no baloiço
Sou uma Mulher que luta pelo que ama, mas também uma menina que chora pelo que perdeu
Sou uma Mulher que acredita no que constroi e uma menina que confia no Pai do Céu
Sou uma Mulher que Ama e uma menina inocente
Sou uma Mulher que fica triste e uma menina que dá gargalhadas
Sou uma mulher que luta e uma menina receosa
Sou uma mulher correcta e uma menina traquinas
Sou uma Mulher que perdoa e uma menina que pede perdão
Sou uma mulher que grita e uma menina que escuta
Sou uma mulher cansada e uma menina descontraida
Sou uma mulher que sobrevive e uma menina que chora de saudades

Sou assim ...
Sou, simplesmente EU, nos erros e nas coisa certas!
Ás vezes moderna, às vezes tradicional…

Sould of Bird


Raises me in the air, the breeze gently pushes me away.
Here the high contemplate the wild landscape, but at the same time a smooth and heady beauty makes me light, and takes away everything that disturbs me ....
Wanted to be a bird, a blue bird

women's dream

Todas nós já tivemos o nosso dia de patinho feio, em que nada no mundo faria sair o cisne de dentro de nós! aquele dia em que acordamos de manhã a sentirmo-nos tão mal que nada nos apetece, nem sequer ver a nossa imagem reflectida no espelho ao sair do banho e escovar os dentes.
Aquele dia em que ao primeiro apalpão no armário vestimos o que nos aparece pela frente sem nos importarmos ou preocuparmos com o resultado final. Depois saímos apressadas de casa para conseguir ainda, parar no café da esquina e ao folhear alheadamente o jornal ou revista largada na mesa onde sorvemos um café rápido antes de iniciar mais um dia de trabalho, deparamo-nos com as “women's dream” da maioria dos homens e instintivamente pensamos: porque raio não sou como elas? O que é que elas tem de especial para prenderam tanto a atenção dos outros que eu não tenho? E acabamos por nos sentir ainda mais “pequeninas” mais “insignificantes”. Todas nós, temos que reconhecer já passamos por isso. Mas “ELAS” são como nós, também tem o seu lado de patinho feio, e ás vezes que patinho, a sorte é que quando as vemos naquela revista ou jornal, houve um trabalho árduo de uma equipa inteirinha que se esmerou para que o resultado final fosse aquele que todos vêem. Por isso quando estamos bem e nos enfiamos dentro daquele vestido lindo, calçamos aqueles sapatos que nos custaram os olhos da cara e pela nossa própria mão nos produzimos, temos razões para ficarmos embevecidas durante uns minutos a olhar para o espelho a ver o resultado final, ai sim merecemos todo o crédito do mundo, porque SOZINHAS, ficamos lindas sem a ajuda de terceiros o que só significa uma coisa. QUE SOMOS LINDAS E PODEROSAS.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Para Ti .........

Para o meu amigo que anda sem inspiração ... pode parecer cafona, sentimentaloide ou até mesmo lamechas, mas num momento crucial da minha vida, esta musica teve um efeito reparador, talvez porque a ouvi com os ouvidos do coração, e me apercebi que, para para vocês também é dificil a hora do adeus, que ela possa ter em ti o mesmo efeito. Uma beijoca grande

Pensamento do dia



O verdadeiro amor não é aquele que se alimenta de beijos e carinhos,mas sim aquele que vive na distância e se alimenta na saudade

A coisa mais doce ..........

Foi o livro mais fantástico que já alguma vez li, de uma simplicidade e doçura que toca até o coração mais empedernido




... Desatei o nó do seu eterno lenço dourado. Umedeci-lhe as têmporas. Dei-lhe água. E agora, não ousava perguntar-lhe coisa alguma. Olhou-me gravemente e passou-me os bracinhos no pescoço. Sentia-lhe o coração bater de encontro ao meu, como o de um pássaro que morre, atingido pela carabina ...


SAINT EXUPERY

Adeus .........


Aqui há uns tempos atrás, falei da minha situação profissional e de tudo o que isso implicava na minha vida. Foi complicado e doloroso perceber que tantos e tantos anos de trabalho se resumiam basicamente á frieza e desprezo com que fui tratada, a forma de descaso como o assunto, demasiado sério, foi abordado.
Pedi uma opinião a alguém perfeitamente dentro das leis e legalidade, o relatório ficou pronto no dia 30 de Junho, foram detectadas várias irregularidades, entre elas disparidades nas diuturnidades a que eu tinha direito, etc etc etc . Eu precavendo eventuais conflitos, antes que as coisas se complicassem solicitei uma semana de férias, até porque precisava de tratar de outros assuntos pessoais e assim uma semanita dava para ajudar a desanuviar o ambiente e esperar que ele reflectisse.
Se vem o pensei melhor o fiz e no dia 3 á noite estava oficialmente de férias. È claro que passei aqueles dias bastante apreensiva, por mais que pensasse nunca conseguia descortinar qual seria a sua reacção porque quando alguém tem a capacidade de ameaçar de forma tão cabal e peremptória uma funcionária de tantos e tantos anos não seria de estranhar qualquer reacção.
A semana terminou e tenho que reconhecer que mesmo não querendo o frio que se me instalou no estômago era demasiado incomodativo. Mas a resposta não se fez esperar. Meio da manhã o meu telefone toca e pelo visor vejo logo de quem se tratava. Teresa pode chegar aqui ao gabinete? Claro que sim Senhor Eng.º retorqui. Levantei-me da cadeira e as minhas pernas pareciam pesar uma tonelada, dava a sensação que ia para a forca, respirei fundo e pensei “pior do que já está não fica”.
Entrei e ele muito secamente diz: - Sobre o relatório que me entregou, só queria informar que no final do mês vai ser descontada de 5€ que foi o valor pago por excesso durante o ano de 2008 em relação ás diuturnidades, quanto ao “resto” está tudo legal! -: bem, eu ia caindo pró lado, parece que estava dentro de um pesadelo. Estava tudo legal? E os recibos mensais sem retenção na fonte? E as discrepâncias no vencimento mensal entre as horas pagas e as que efectivamente trabalho? Questionei de novo e de novo a resposta. Tudo está legal. Aí sim? Então ok Senhor Eng.º e sai da sala que mais parecia um colete-de-forças.
A minha cabeça estava a ponto de explodir, parecia que a todo o momento ia cair para o lado de tão mal me estava a sentir. Parei e pensei … vou sair tomar um café e tentar relaxar um pouco. Sai, peguei no telefone e liguei ao Ramiro. O Ramiro é o “puto” como eu lhe costumo chamar. De puto nada tem, é um homem feito, carismático, assertivo e o único com os “coisos” no sítio certo para dizer todas as verdades e mais algumas ao actual Presidente.
Digo puto porque o vi crescer e tornar-se homem, com uma capacidade de liderança fora do normal apesar dos seus 28 anitos. E olhem que quando falo disso, sei bem do que falo, porque trabalhei, com as pessoas mais carismáticas e marcantes do panorama automobilístico nacional e 2 deles foram os meus anteriores patrões. Vejo nele o futuro líder desta casa sem sobra de dúvida. Ficou podre com tudo o que disse, achou que era de um mau gosto atroz, ainda por cima quando na semana passada o Presidente o tinha chamado a dizer “acho que perdi o controlo do …” preciso da sua ajuda, disse-lhe inclusive que sabia que o meu relatório era uma bomba relógio e que iria tentar resolver as coisas sem estragos, e agora isto! Frontal como sempre só me disse; linda vai em frente, faz o que tens que fazer, vai para Tribunal de Trabalho para todo o lado e se precisares de testemunhas conta comigo, estou contigo em tudo, não contra o … mas sim a favor da verdade e se queres saber a minha opinião muito concreta, acho que neste momento o … precisa de ir ao fundo de vez, para renascer das cinzas como a Fénix, só assim isso tem salvação. Ouvi, meditei e tomei a resolução de seguir em frente, neste momento tenho plena consciência de que nada mais me resta fazer. Fui leal em tudo até no final ao dizer que iria para a frente com esta situação até às últimas consequências! Só me custou demais ter que tomar a resolução ontem dia 13 de Julho, precisamente 1 ano após o falecimento do meu amigo e presidente. Mas a vida segue seu rumo … Life finds its way …..

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Em memória de .... Àlvaro Miranda

Um ano .... já passou um ano desde que o meu mentor e porque não dize-lo, amigo se foi.
Desde essa altura tanta coisa mudou. Mudou inclusivé a minha forma de olhar esta casa que considerava como minha, onde passei melhores anos da minha vida . Tenho saudades dele, tantas, com o seu feitio muito peculiar mas eu sabia sempre com que podia contar, honesto, sério e extremamente correcto em tudo. Não esquecerei nunca os momentos de trabalho alucinante, mas também os momentos de descontração provocados pelas anedotas que constantemente contava. Era certo e sabido que se entrava logo pela manhã com a sobrancelha levantada, era melhor não falar com ele e deixar para mais tarde, era assim, transparente. Gostava de poder voltar a ver a forma como entrava no meu gabinete, mãos atrás das costas a contemplar o Circuito, a comentar o que era necessário fazer para este ou aquele evento, a sua alegria quando alguma coisa boa acontecia e tinha o maior prazer em partilhar, a sua furia quando alguma coisa não corria de feição, mas era sol de pouca dura, no momento seguinte estava ele a fazer-me rir a bandeiras despregadas. Era frequente entrar no gabinete e como eu tenho constantemente a musica ligada, se era musica que ele conhecia cantarolava e falava do que equela musica lhe fazia recordar. Lembro de uma vez estava eu a ouvir Sinatra e ele entrou, parou e começou a cantarolar, alguém do lado lhe disse: está a cantar? que raio de musica, ainda se fosse alguma coisa em condições; resposta muito pronta: - Pois queria o Zé cabra ou o Quim Barreiros!!! realmente o teu gosto musical anda um pouco em baixo e piscou-me o olho. Eu entendi e sorri. Doi demais ver que aqueles que mais amamos e mais falta nos fazem, partem rapidamente e deixam no seu lugar um vazio enorme ......... Nunca mas nunca o esquecerei ......... Até sempre

Acabaram as férias

Soube a pouco, ou muito depende da perspectiva.
Por um lado estava cansada delas, ficar uma semana enfunada em casa, não está nada INN
Pelo outro, tinha um friozito no estômago cada vez imaginava que acabaram e eu teria que voltar á rotina diária.
Acho que começo a perceber o quanto me custa vir trabalhar, o mal que me provoca está situação caótica e o ambiente de cortar á faca. Por mais que tente ou faça, já nada me anima ou deixa encantada.
Enfim de volta á vidinha do custume.

Pensamento do dia ...

Hoje saí de todas as dificuldades; ou melhor, expulsei todas as dificuldades, pois elas não estavam no exterior, mas no interior, nas minhas opiniões.

Marco Aurélio

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Só para dar um olá





È estou de férias, mas isto de férias tem tido muito pouco. Não sei porque cargas de água tive que cismar em lavar tudo o que era carpertes e tapates cá de casa, depois de arremesso foi o lavar as paredes, terraços, janelas, janelinhas e janelões por aqui existente .... bem, chego no final do dia e estou que não posso com uma gato pelo rabo como se diz na giria. O grande problema é que com estas e outras descurei completamente a parte interior da casa e só hoje é que começei ......... bem isto aqui mais parece um bazar marroquino que uma habitação familiar (com 2 gatos pingados, diga-se) eu e o meu filhote. E á noite? ... bem á noite é o pior... bate uma melancolia, uma solidão e desânimo que a unica vontade que tenho é de ir para vale de lençois e tentar dormir para no dia seguinte voltar tudo ao mesmo. Anda cansada, fisicamente estoirada mas ao mesmo tempo sinto falta de sair divertir-me ver gente nova. Gostava de ser como me dizem "Não tens quem de prenda, vai sair e curtir a vida" mas .... não consigo falta-me aquela pessoa que me preenche e completa, que me coloca um brilho nos olhos e um sorriso maroto, mas esse .... esse anda longe quase como que perdido e eu vou ficando por aqui, mofando e lavando tapetes. Que raio de vida. Vem vou deixar os resmungos para outra oportunidade e voltar á lida domestica que essa ..... é a única certeza que tenho no momento.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Reflexão


“Em meus textos, quero chocar o leitor,

não deixar que ele repouse na bengala dos lugares-comuns,

das expressões acostumadas e domesticadas.

Quero obrigá-lo a sentir uma novidade nas palavras!”


A minha filosofia ..

"Não pondero, sonho. Não me sinto inspirado, deliro.”

Post-it

"O débil, acovardado, indeciso e servil não conhece, nem pode conhecer o generoso impulso que guia aquele que confia em si mesmo, e cujo prazer não é de ter conseguido a vitória, se não de sentir capaz de conquistá-la. "
William Shakespeare

Férias ........ finalmente



Pois é meus amigos virtuais, vou uma semaninha de férias, estou a precisar como do oxigénio que respiro.

Assim também aproveito para repensar na vida e em tudo o preciso fazer para ordenar definitivamente.

Não é um adeus é somente um até já.


Beijocas

quinta-feira, 2 de julho de 2009

A felicidade exige valentia

"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes mas, não
esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo, e posso evitar que ela
vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios,
incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos
problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no
recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter
medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para
ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."



Fernando Pessoa - 70º aniversário da sua morte

In Memorium



Os sonhos são mitos quebrados pela velocidade a que se perde um diamente puro ..... que jamais será igualado

The Ratio Of The Words



Palavras …. São simplesmente palavras! Lançadas de uma forma desordenada sobre a folha. Escrevo e risco e volto a escrever e aos poucos vou preenchendo a folha, como se da minha própria vida se trata-se. São pensamentos, angustias, sentimentos, amores e desamores, experiência mais ou menos felizes! Escrevo o que sinto e vou sentindo o que escrevo e acabo por pensar na razão das palavras escritas, em todo o sentimento que nelas coloco e de como isso de uma forma quase imperceptível me vai fazendo mudar a forma e maneira de ver as coisas.

Das coisas ditas e que não queria dizer, dos sentimentos colocados em e por alguém que acabou por me defraudar, das lágrimas derramadas, dos sorrisos abafados das coisas boas e más vividas tão intensamente, do que queria dizer e não disse, nada mas nada consegue definir tão bem tudo o que sinto como as palavras, ainda que por vezes para os outros sejam incongruentes e sem sentido.

Essa é a razão das palavras ….. das minhas palavras

Anseio ....



È tarde, muito tarde, rolo na cama e o sono não vem.

Estico-me nesta imensidão de cama, que hoje parece ter alguns quilómetros quadrados, tal é a minha solidão e nem as almofadas estrategicamente colocados me ajudam a superar a dor lancinante do vazio…….

Penso em como seria bom ter alguém a meu lado, sentir a meiguice das suas mãos a afagar-me o cabelo, os mimos dados e recebidos a troca de beijos á muito desejados. Sentir o calor de um corpo, o poder repousar a cabeça sobre o seu tronco nu e adormecer inebriada pelo seu cheiro ….

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Pensamento do dia ....

“Daqui a alguns anos estarás mais arrependido pelas coisas que não fizes-te do que pelas que fizes-te. Solta as amarras! Afasta-te do porto seguro! Agarra o vento nas tuas velas! Explora! Sonha! Descobre!”

Mark Twain

Post-it

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade.”

Carlos Drummond de Andrade

Novo rumo ...



Sinto-me cansada, confusa, baralhada, com sono ……….
Devia ter ficado na cama, pelo menos esquecia um pouco o mundo e a dura realidade

Tenho tantas decisões importantes a tomar que o simples pensamento de as começar a por em prática me dá dor de cabeça.

Finalmente consegui vender a minha “casa” e cada vez que penso nisso não consigo evitar uma lágrima e uma volta no estômago. Era a minha casa, construída com tanto amor e carinho; construída para passar o resto da minha vida; construída como o meu ninho. E agora? Agora é seguir em frente e recomeçar, mas para isso há que ter força e coragem e neste momento, sinto tudo menos isso. Tenho medo, logo eu que nunca tive medo de nada, neste momento sinto um pavor enorme e tento “empurrar com a barriga” como se costuma dizer.

Mas não posso continuar a fazer isso, tenho que finalmente encarar a realidade e mudar ………………. mudar definitivamente! E isso vai implicar algumas concessões e alterações para que eu não estava preparada.

- Mudar de emprego ……… ao fim de 23 anos no mesmo local, isso assusta, mesmo sabendo que vamos trabalhar na mesma área, que as condições são muito mas muito vantajosas em todos os aspectos, fica sempre um friozinho na espinha ……….

- Mudar de casa – sair do meu ninho, do meu espaço, do local onde podia gritar e rir alto e bom som sem ter os vizinhos á perna, onde tantas e tantas vezes recebi os amigos em jantaradas pela noite dentro. Onde relaxava do stress do meu trabalho, onde repunha energias, onde acordava com os passarinhos e adormecia com o coaxar das rãs ………….. dói, dói demais ter que deixar tudo isso para trás. Claro que não vou mudar para Marte, apesar de por vezes vontade não faltar. E sei que no dia em que tiver que fechar a porta pela última vez, isso vai rebentar comigo, deixar-me de rasto, mas nada mais posso fazer a não ser encar a realidade. E como dizia a minha avó "o que não tem remédio remediado esta".

Mas o mais complicado é não ter com quem dividir este fardo, é pesado demais para mim sozinha. Sei que tenho dois filhotes maravilhosos que me apoiam em tudo …. mas há coisas que nem mesmo todo o apoio do mundo que eles me dão, ameniza a falta de outro tipo de apoio, aquele com quem pudesse partilhar os meus mais secretos anseios, um ombro para apoiar a cabeça quando me sinto cansada, para chorar quando me sentisse nostalgica, para receber aquele abraço quando me sinto mais sensível …. Enfim! Vou meter mãos á obra e começar a procurar um novo cantinho, encaixotar as tralhas e preparar um novo começo e quem sabe uma nova vida.

terça-feira, 30 de junho de 2009

Flores



Essas coisas linda com que a natureza nos presenteou.

Oferecemo-las durante toda a nossa vida e em todas as ocasiões, mais elaboradas ou mais simples dependendo do motivo.

Oferecemo-las por bons motivos: Às mamãs quando nascem os bebés, aniversários, como forma de agradecimento, celebração de determinados dias, e qual o namorado que se preze que não ofereceu já flores á sua cara-metade para amenizar aquela situação menos explicável? e

Oferecemos também pelos piores …. Doença e similares e …. para acompanhar a última caminhada.

Eu adoro flores! Desde as campestres às mais exóticas e requintadas.

Nada me acalma ou amolece do que um simples ramo de flores.

Amo recebe-las .......

Simplesmente Michael ………

Só hoje consigo escrever sobre o assunto! Acho que os primeiros dias encarei a notícia como uma daquelas situações surreais, em que a qualquer momento iria ouvir um desmentido.
Infelizmente não foi, ele morreu … Não que fosse fanática nada disso, apenas adorava a sua música, cantei e dancei até á exaustão. Hoje consigo perceber o porque de a “nocas” ser uma fã incondicional do Micheal. Estava grávida dela quando saiu o álbum Thriller, ouvi e cantei tantas vezes as musicas que a rapariga já nasceu a gostar.

Nem todos gostávamos, respeito, mas digam o que disserem ele será para sempre o Rei da Pop. A exemplo do cantor Freddy Mercury dos Quenn, jamais haverá alguém á altura para o substituir, e não sou só eu a dizer senão vejamos:

Numa mensagem no Twitter e distribuída pela sua assessoria, Kravitz disse que, antes de morrer, Michael já tinha dado ao público "tudo o que tinha de dar" e que “nunca haverá outro talento como Michael Jackson". “Ele foi um menino que Deus abençoou com uma voz angelical".

Why


Why you can’t do
Ordinary things in
Real world?
Learn to listen
deep in your heart!

And forget everything
Recorded in the mind
translating the soul.

Find you in the place
Replete of friends,
Imagination in your pen
End the situation of
Nothing to do and start
Doing the letters
Still eternity……

TU



Tu és meu tudo e és minha imensidão
És gota fresca de orvalho na madrugada
És brisa solta, és suavidade sombreada
Por raio de luar que trespassa a escuridão

Tu és meu tudo e és apenas meu nada
És pulsar de peito, bombear de coração
És a realidade da mais pura ilusão
És conforto da dor por ti provocada

Tu és tudo o que tenho e não te me dás
És tudo o que quero, porque me não dou?
Só nosso olhar tanto se encontrou…

Ainda nos perdemos no tempo fugaz
Sem que a coragem nos dê a paz
Da entrega que nosso olhar mostrou…

sábado, 20 de junho de 2009

"The Man You Love"

Viciei ....



A Rainha da Pop no seu melhor ...

Bom fim de semana


Esta um calor sufucante ..... só com muita água se aguenta esta torreira. Pelo meio de entregar rood-boocks, e controlar o expediente do escritório lá consegui vir cá postal umas coisitas, aprendi finalmente como se inser um video (hehehehehehe) há que não esquecer que sou novata nestas andança, mas eu chego lá, já falta pouco para ir embora e espero que o meu dia termine bem. Amanhã vou dar um pulinho á praia ver o mar e tentar apanhar aquele bocadinho de sol que as minhas ricas perninham clamam ...... bom fim de semana a todos . Besos calientes

Linda ..........

Nada como tu .... Mesmo

Ouvir esta musica é lembrar-me de ti automaticamente, projectar o meu desejo de ter ver, tocar, beijar e abraçar, não consigo, já tentei que isso não acontecesse, dizendo a mim mesma que era só uma musica ..... impossível. È como a própria musica diz ..... Nadie como TU !!!

Adoro esta musica .....

È que não há pachorra




7 da manhã, o despertador toca enfurecido, levanto a cabeça e penso! estupida esqueci de desligar esta coisa, hoje é sábado e não preciso de me levantar já. Ia voltar a fechar os olhitos e de repente ....... zás! lembrei ... pois menina é sabado mas não para ti, toca a levantar que tens um batalhão de gajos para enfrentar e daqui a pouco estarão enfurecidos se te atrazares muito. Resmunguei para mim prória que não era justo, que num dia de calor como o de hoje tivesse trabalho. A levantar-me da cama deveria ser para ir dar um pulo á praia ou uma piscina para (tentar) ganhar aquela corzita que me permitisse vestir aquelas saias e vestidos lindos que no armário clamam para serem usados, mas .... por favor, as minhas pernocas até podem ser jeitosinhas, mas andar com duas garrafas de lexivia sem tampa ....... naaaaa não contem comigo. O pior é que eu adoro saias e vestidos. Mas isso é outro departamento, como estava a dizer devia ser proíbido num dia lindo destes ter que trabalhar e aqui, diga-se, é insuportável, o calor é infernal, alcatrão por tudo quanto é lado, "nuestros hermanos espanholes montados em sus motos" a rodar interruptamente, o som dos megafones a chamar para as corridas, briefing's e outras coisas mais, kart´s e mais kart´s, gajos e mais gajos a levantarem o roo-book para irem aos troços do rali fazerem reconhecimentos, deus meu e este calor ..... insuportável! Please tirem-me deste inferno! È que não há pachorra ..................

sexta-feira, 19 de junho de 2009

PAI

hoje senti saudades de ti ...
saudades de te ter , de te abraçar,
hoje senti saudades de ti ...
saudades de te ver sorrir ...
saudades da tua face e teus olhos...
hoje senti saudade de te olhar...
saudades da tua voz...
mas senti saudades de te ouvir falar,
hoje senti saudades de ti ...
de te ver a trabalhar,
de te ouvir rir, pena não te ver envelhecer um pouco mais...
ver-te chegar a casa, era uma casa cheia...
hoje olhei-me ao espelho, pensei em ti...
no centro de meus olhos vi saudade,
vi-te dentro do meu olhar, fiquei ali...
e fiquei nos meus olhos à vontade ...
pedi então a Deus p'ra adormecer
que pudesse ver-te, ainda que a sonhar
não pude dormir, pai ,
não pude... que a saudade
foi mais forte do que eu, pôs-me chorar...
E tu não estás aqui……………… fisicamente
Estás sim no meu coração para sempre …. PAI

Apenas sei .....

Que tenho guardado na memória e no coração:
Cada olhar brilhante que trocamos,
Cada sorriso feliz que sorrimos...
Cada aperto de mão que nós demos ...
Cada mensagem enviada,
Cada palavra dita...
Cada lágrima de alegria chorada
E cada música ouvida
E cada conversa que tivemos
Dentro da amizade, cumplicidade e afinidade tão grandes...
Seria uma emoção de invadir o coração..
Saber que tu guardas sempre na tua memória:
Que eu te amei, te amo e te amarei...
Pois não há distância que afaste um grande amor...
Nem tempo que faça esquecê-lo...
Nem barreiras que não sejam vencidas por Deus...
Mesmo que hoje tu não consigas ver que é especial...
TU és muito especial para mim
Eu Amo-te ...

Eu aprendi

á custa do meu sofrimento, que a palavra "amor" perde o seu sentido, quando usada sem critério;
Que certas pessoas por mais que as ame vão embora de qualquer maneira, porque na verdade nunca foram minhas;
Que é difícil traçar uma linha entre amar e ser amada, e saber lutar pelas coisas que eu acredito é algo que tem limites ….

Te quero .......


Te quero meu homem...
para que tenhas em mim todas as sensações de pleno prazer, vivendo fantasias, desejos sem que nada nos possa deter...


Te quero meu homem...
para que mergulhes em meus poros poços de amor, águas cálidas que acalentam teu fogo que despertam meus sentidos que nos fazem tremer...


Mas te quero meu amor...
para que mergulhes em meu olhar e descubras minha alma que agora te chama. Que acaricies o meu coração e compreendas que te amo...


Te quero meu amor...
para que encontres em mim a cumplicidade, o carinho o motivo para sonhar, para sorrir, um porto de abrigo mil coisas enfim...


Te quero meu homem...
para que me envolvas em teus braços me beijes com lábios molhados do nosso sabor, que imploram em sussurros que eu sacie tuas vontades e te faça feliz...


Te quero meu homem...
para que me sintas incansável em me entregar, em te possuir fazendo-nos acreditar que sempre nos desejaremos cada vez mais...


Mas também te quero meu amor...
para poder te convencer que não apenas existo num corpo... que tenho alma, pura e apaixonada que permeia estrelas se inspira na Lua, se encanta com o Mar e se ilumina ao Sol...


Te quero meu amor...
para pegar em tuas mãos e percorrermos caminhos... consolando-te das tristezas compartilhando alegrias e nos divertindo como seres enamorados que observam tudo com olhos de amor, que à noite procuram estrelas e de dia saúdam o Sol e a Luz...


Te quero meu amor...
para juntos aspirarmos o perfume das flores...


Te quero meu homem...
para juntos exalarmosnosso cheiro de amor...


Te quero meu amor...
para juntos idealizarmos nossos sonhos atendendo ao coração...


Te quero meu homem...
para juntos realizarmos fantasias e envolver-nos em sedução...

Te quero meu amor...
para juntos tentarmos superar o que nos aflige , para buscarmos lado a lado a serenidade de que precisamos...


Te quero meu homem ...
para te pertencer de corpo


Te quero meu amor...
para te entregar meu coração e te desvelar a minha alma...

Sonho .......


Há tanto tempo que não nos vemos, hoje prometes-te que vinhas e eu espero ansiosa pelos faróis do carro por entre as sombras das árvores a denunciar a tua chegada. A noite está quente, assim como o meu corpo… estico-me no banco de jardim e fumo mais um cigarro, sorrio e lembro que tu odeias que eu fume, mas ele faz-me companhia acalma a ansiedade que sinto de estar longe de ti. O perfume que coloquei (e tu adoras) vai-se misturando com o odor do cigarro e faz uma mistura explosiva.
Enquanto espero vou revivendo os momentos que temos tido, de como os teus beijos e abraços me deixam entorpecida e sem reacção de como o meu corpo reage a cada toque e carícia tua, de como a vontade de corresponder é demasiada, mesmo nos momentos em que estou zangada ou com raiva, não consigo por mais que tente resistir-te é impossível: impossível ignorar o som da tua voz quando me dizes “adoro os teus olhos” “sou louco pela tua boca”, impossível ignorar quando me beijas e de deixas sem fôlego com as pernas bambas, impossível quando me tocas e eu derreto completamente levando para longe o que digo a mim mesmo vezes sem conta: que vou manter-me fria, racional, distante que não vou deixar que o sentimento se sobreponha á mágoa que sinto …. Impossível não consigo, quero-te demais para conseguir mostrar o que não sou…. Oiço um barulho e estico o pescoço languidamente para ver …. És tu! Chegas-te finalmente. Levanto-me de um salto e .... vejo que tudo não passou de um sonho de um anseio e uma vontade enorme de te ver ………. O barulho era só o despertador a tocar a musica dos OneRepublic “Apologize”, nem a propósito …..

terça-feira, 16 de junho de 2009

Eu simplesmente......

video

Post-it

Não há amor que não exija coragem. E é também certo que se o amor for verdadeiro - e não uma forma disfarçada de procurar a satisfação pessoal - terás toda a coragem de que necessitas. Tu ainda não sabes o que és capaz de fazer! Não imaginaste, sequer, aquilo que há para além da curva do medo! Tens andado a fugir... de ti e da felicidade.
(Paulo Geraldo)

Tudo tem um fim .......



14 de Agosto de 1983 ………..

16 de Junho de 2009 ………

26 Anos após …. Hoje fechou-se uma página (talvez a mais importante da minha vida). Tantas alegrias, sorrisos, amor, cumplicidade, sofrimento, angustia, dor, boas e más recordações …… uma vida!

Assim foi a minha e apesar de tudo não mudava nada. Porque foi essa bagagem que me moldou e deixou como sou hoje e isso só se consegue não só á custa de sorrisos, mas também de lágrimas. Tudo na vida acontece com um propósito e nada acontece ao acaso e hoje ao olhar para trás sei disso e não consigo esconder um sorriso ainda que tímido.

Porque tudo que passei, bom ou mau deixou-me:

Mais humana
Mais compreensiva
Mais tolerante
Mais meiga
Mais amiga
Mais capaz de assumir os meus erros …. e com uma serenidade que só o passar dos anos nos dá. O meu maior orgulho é ter terminado de uma forma simples e civilizada. Estou finalmente em paz, comigo e com a vida.

Agora é seguir em frente, não vergada pelo peso do que passei, mas confiante do futuro que me espera.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Post-it

Quando os acontecimentos escapam ao teu domínio, e te arrastam para onde não quererias ir, o resultado é sempre surpreendente e enriquecedor. Forçada a desafios inesperados, vês brotar de ti forças e capacidades que desconhecias; cresces por dentro; descobres luzes novas e uma nova dimensão de todas as coisas; aprendes que não estás só. É como se alguém, com pena de ti, te conduzisse a um lugar maravilhoso onde nunca saberias chegar com os teus pequenos projectos.
(Paulo Geraldo)

Porque?


Doem-me os olhos, tento mente-los abertos para não dormir, porque sei que serei assaltada por sonhos que não quero, mas ao manter-me acordada, acodem-me á memória todas as palavras ditas e escutadas, todos os carinhos trocados e promessas de futuro.
Nada faz sentido …..
O último beijo
O último carinho
A última frase …. Amo-te princesa, nunca te vou deixar …. Ecoa dentro de mim com a força de um furação e faz com que lembre e relembre tudo o que nestes últimos meses passei.
As horas intermináveis em que esperei por ti e tu não apareceste, os fins-de-semana solitários, os telefonemas que deverias ter feito e não fizeste, todo o carinho e amor que pensei ser recíproco. È impossível não pensar nas noites em que o sono não vinha atormentada pelos pensamentos que queria apagar, os telefonemas em que o tom de voz subia provocada pela tua ausência sem sentido. Já não consigo chorar, já não consigo sentir nada …… só dói e dói tanto e de uma forma que parece física.
Em que ponto ou altura eu te perdi? Não sei ………… hoje vejo que muito provavelmente temos caminhos e vidas diferentes e que talvez, seja impossível ultrapassar esse pequeno detalhe.

Olhos .....

È uma verdade incontornável, eles transmitem tudo o que sentimos!

alegria ……
amor …..
felicidade ……
tristeza ……
angústia ………
raiva …….
medo …….
dor ……



…… nada lhe escapa. .....mesmo naqueles momentos em queríamos esconder aquele sentimento. È impossível porque eles tornam-nos transparentes incapazes de camuflar o que queremos a todo o custo manter só para nós. E é a maior verdade quando dizemos que os "Olhos são o Espelho da Alma".

Grande verdade ..... infelizmente

A mulher, naturalmente, gosta de ser apreciada como pessoa. Quanta desilusão e amargura quando percebe que foi tratada como objecto de usar e deitar fora! E um vestido assim, comprido largo e bonito, facilita muito que a considerem como pessoa. Porque, ao contrário de muitas indumentárias modernas, evita que, ao olhar para ela, a atenção seja brutalmente chamada para o seu corpo, de onde dificilmente sairá mesmo que passem muitos anos. Permite que se possa fixar mais nas características da sua personalidade, na sua feminilidade, no seu carácter, nas suas virtudes.
(Paulo Geraldo)

Pensamento do dia ....

No jogo da vida, as derrotas deixam marcas, as feridas fazem mesmo doer, muitas vezes não recuperamos aquilo que perdemos. Estamos ancorados à realidade e, por isso, para nos divertirmos, para nos sentirmos como aventureiros no meio de tudo isto, temos necessidade de coragem. E de não calarmos aquilo que dentro de nós nos chama a um sonho, clama por aventura, pede para fazermos com a vida qualquer coisa que seja grande.
(Paulo Geraldo)

Post-it

Somos os autores da nossa felicidade ou da nossa infelicidade. Gostamos de nos queixar, mas não temos razão. Podemos adaptar-nos àquilo que nos sucede. Podemos aguentar. Podemos esperar. Mas quando actuamos mal, quando as nossas escolhas são contrárias à nossa natureza humana, chega-se a um ponto em que viver é insuportavelmente doloroso..
(Paulo Geraldo)

fragmentos de dor ..........


Desligado???? ........... afinal foste para onde??? não me enganes mais ok?



Continua desligado??? Eu não te perdooo ....tu esquece que eu existo, que eu vou fazer igual ............



Nunca te vou perdoar a angustia desta noite! Não tives-te uma palavra, uma mensagem .... nada, para me dizer que estava tudo bem contigo. Sabes o que eu passei sem noticias? Não sabes! Nunca mais me vais fazer chorar ou sofrer .... nunca mais.



Esta vai ser a minha última mensagem .... o meu último desabafo. Doi demais! Parece que rebentou tudo cá dentro, sinto um vazio enorme e ao mesmo tempo uma raiva e angustia tão grande ... não sei bem como vou encarar a vida quando a ressaca do que aconteceu passar e me fizer ver que apostei a minha vida toda em alguém que me destruiu completamente. Neste momento a dor é tão intensa que parece fisica, não aguento mais este sofrimento ....



Já me agarrei a tudo, para que houvesse uma explicação para o que tu fizes-te! não há! mentiste. Como foi possivel eu não ver o que parece estava estampado para todos verem? eu não queis ver ... e essa é a verdade que me custa mais aceitar. Que prazer mórbido é que tu tives-te ao fazer-me sofrer desta maneira? Só queria poder voltar atrás no tempo para evitar a dor que sinto, ou morrer para acabar com a angustia do que me espera.


Eu amo-te e o que sinto é tão forte que não vai passar fácilmente, sei disso, vou sofrer como nunca sofri por ninguém, porque também nunca amei ninguém como te amo, por inteiro, de uma forma tão intensa e com tanta paixão que isso me deixou cega para o que se estava a passar! Deste todos os indicios! férias sozinho, semanas sem aparecer, desculpas e mais desculpas aos fins de semana, telefone constantemente desligado etc etc etc .... PARABENS ESTÁS LIVRE .


Quando a dor abranda por uns segundos a única imagem que consigo ter é, de um homem a quem entreguei todos os meus sonhos, feliz a passar os dias que eram meus, ao lado de outra a dizer as mesmas coisas que me dizia a mim. AMO-TE PRINCESA, ADORO OS TEUS OLHOS OS TEUS LABIOS, TUDO, NUNCA TE VOU DEIXAR, e isso rebenta comigo, embrulha-me o estômago ......... baixinho peço a Deus e ao meu Pai, que não me deixem fazer aquilo que tenho vontade. Não aguento mais a dor! è demais ..........


sexta-feira, 12 de junho de 2009

Pensamento do dia ...

Estamos ligados aos nossos actos como um fósforo à sua chama. Eles consomem-nos, é verdade, mas são eles que nos dão o nosso esplendor. E, se a nossa alma valeu alguma coisa, é porque ardeu com mais ardor do que outras.
(André Gide)

Post-it




Um bom fim de semana a todos os que passam por aqui .........

Solidão? Talvez …..



Sentir-se sozinha no meio de uma multidão, penso que não é nem novo nem muito comum. Mas a mim acontecesse com muita frequência, talvez devido a tudo o que ultimamente tenho passado, parece que a vida entrou numa aspiral e que nunca mais entra nos eixos.

È aquela sensação esquisita de que me sinto só e por mais que faça, não consigo atenuar a ansiedade que me invade, mesmo com pessoas ao meu redor tenho a sensação de estar completamente só.

Talvez o facto de exigir demais de mim, me me afaste dos outros ……..

Talvez o facto de rever determinada pessoa, tenha mexido comigo ………..

Talvez porque ainda não consegui consolidar uma relação ………..

Talvez eu minta a mesma dizendo que estou/sou feliz ……

Talvez eu seja demasiado romântica e sentimentalista ………..

Talvez eu me deixe conduzir mais pelo coração que pela razão …….

Talvez eu acredite que todos são como eu ….....

Talvez porque as reacções dos outros ainda me magoam e ferem demais ….

Talvez eu não consiga ultrapassar as feridas do passado, mentindo a mim mesma e dizendo que já passou…

Tantos talvez! Porque raio é que eu não consigo ser como queria, agir de uma forma racional fria e pragmática? Porque me custa tanto virar as costas mesmo às coisas que me magoam e às vezes de uma forma tão profunda? Porque não aprendo a revidar ao invés de dar constantemente a outra face? Será que a mulher vulcão, forte e voluntariosa a que as pessoas se habituaram não existe ou só a consigo mostrar quando o assunto não é comigo? E que para mim não passo de uma cobarde com medo do mundo? Quero crer que não, que sou a pessoa forte e corajosa que sempre me senti ser, que enfrento tudo e arco com as responsabilidades se assim tiver que ser.

Mas o que é certo é que neste momento me sinto assim ……. Sozinha no meio da multidão.

Pode ser que um dia destes as coisas mudem …… é quem sabe ….. TALVEZ

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Post-it

O único homem que nunca comete erros é aquele que nunca faz coisa alguma. Não tenha medo de errar, pois você aprenderá a não cometer duas vezes o mesmo erro.

Roosevelt

Pensamento do dia

A verdade é filha do tempo, não da autoridade.

Francis Bacon

Nightmare - Parte I


Sinceramente hoje acho que não estou muito bem ………

Ultimamente tudo me acontece, não sei porque cargas de água ou que mal terei eu feito para ter que estar a passar por isto.

Adoro o meu trabalho e sempre me considerei afortunada por trabalhar no que gosto, porque infelizmente muito boa gente não gosta e levantasse diariamente da cama para ter que enfrentar 8h00 de trabalho numa coisa que desejava ver a km de distância. Eu não … ir trabalhar para mim sempre foi um prazer um gosto e acho que 23 anos na mesma casa espelham bem esse sentido……… mas, há sempre um mas em tudo.

Em Janeiro de 2002 perdi o meu mentor, a pessoa que mais admirava, quer pelo seu brilhantismo profissional quer pelas suas qualidades como ser humano. Fui o seu braço direito (as vezes penso que mesmo o esquerdo e pernas) assessorei-o em tudo e ele ensinou-me todos os truques para ser uma boa comercial, marketing, relações públicas e tudo mais que se possa imaginar, infelizmente uma doença fatal, ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica) levou-o em pouco mais de um ano. Nesse último ano dei tudo o que se podia dar, fui secretária, amiga, confidente, motorista, enfermeira …… tudo. Fazia tudo de novo e muito mais se com isso o pudesse trazer de volta, infelizmente não posso. A vida seguiu o seu curso e eu que sempre pensei que se um dia alguma fatalidade acontecesse não iria ficar por cá muito tempo continuei. Continuei porque a pessoa que o substituiu era em tudo parecido com o anterior e (também) sempre trabalhei com ele e continuei com a mesma lealdade e empenho. As coisas aos poucos foram entrando nos eixos e eu habituei-me a trabalhar com uma outra pessoa. Até ai tudo bem, mas como um azar nunca vem só em Julho de 2008 perdi também essa outra pessoa, (Cancro do Pulmão) que aprendi a admirar e respeitar tanto como o primeiro. Foi um choque, perdi duas das pessoas que mais admirava e respeitava. Ai sim entrei em pânico, porque para qualquer lado que olhasse não via ninguém com as qualidades que pudesse ocupar tão alto cargo (sim porque apesar de não mencionar onde) a empresa que trabalho tem altos contactos e é tida em grande consideração no sector onde pertence.

Mas tudo continuou ….. o lugar foi ocupado e aos poucos aprendi a trabalhar com o novo Presidente. Completamente diferente dos anteriores, mas como eu acho que na vida todos temos o direito de provar que somos capazes, esperei e continuei com a mesma dedicação e respeito, até porque além da pessoa, quem eu estava a respeitar acima de tudo era a casa onde trabalhava á tantos e tantos anos. mas esperei mal, digo hoje, e não é por achar que ele é má pessoa ou não sabe gerir os destinos da empresa, nada disso ….. nada disso está em causa, mas somente a forma como gere, com arrogância e prepotência achando que nunca está errado e que tem sempre razão.

Ao longo destes últimos 23 anos, habituei-me a confiar e assinar de cruz qualquer pagamento que me era feito, era tão crédula que nunca mas nunca conferi um recibo sequer ….. e lá está de novo o mas, tudo tem uma primeira vez na vida.

Como eu de contabilidade nada percebo, por norma era a pessoa encarregue da contabilidade que me fazia o favor de preencher a declaração electrónica e enviar, mas o ambiente de trabalho que nuca foi famoso, nestes últimos tempos anda irrespirável, eu achei por bem não pedir mais favores e valer-me de uma outra pessoa para o fazer.

Assim fiz! Mas qual não foi o meu espanto quando ela me disse que não me tratava disso porque estava tudo mal! Tudo mal como pergunto eu? Mal porque é impossível que com o teu vencimento só tenho X de descontos de irs, mal porque o valor da SS está incorrecto …. E por ai adiante. Bem eu comecei a suar e só a ideia de que o bicho papão das finanças pudesse bater á minha porta deixou-me com o estômago embrulhado.

Como além da burrada de não conferir nada, ainda tinha a agravante de não guardar recibos de vencimento, toca de pedir 2ªs, vias. Foi o descalabro, desconfianças atrás de desconfianças porque estava a pedir uma coisa que era minha por direito. Quando disse á pessoa que havia algumas dúvidas e lhe pedi que se encontrasse com a minha amiga, não houve grande abertura mas lá apareceu. Começou a reunião na sua forma monocórdica (sim, porque aquela criatura não emite um som nem mais alto nem mais baixo) com um SONORO “ESTOU AQUI A FAZER-TE UM FAVOR”. Bem passei-me e a vontade de lhe enfiar a mão na cara foi mais que muita! Felizmente controlei-me, mas todas as dúvidas ficaram isso mesmo, dúvidas porque sua Excelência não respondeu e não esclareceu nada. limitava-se a dizer: não tenho aqui o sistema a todas as perguntas que lhe eram colocadas e saiu como entrou "MONOCORDICAMENTE". Bem nada mais me restava senão levar ao conhecimento do Patrão o que se estava a passar, pensava eu!!! Mesmo podendo eu estar a ser lesada ao longo dos anos, da entidade patronal eu NADA queria nem quero, queria somente que se corrigissem os erros se colocasse tudo direitinho de forma a nem eles nem eu serem incomodados pelo fisco.

O que a seguir se passou é dantesco e digno de um filme de terror do STEPHEN KING.

Não é que o meu Patrão ainda me acusa a mim de estar a causar problemas? Não é que ele me diz repetidamente que não há irregularidades, quando elas estão tão claras que até um cego as via? Não é que ele diz que a pessoa que (a meu ver é a responsável pelos erros e irregularidades) trata do assunto internamente lhe deu explicações e que para ele era mais do que suficiente. Não vejo como, se ele próprio me admitiu que não percebe nada de contabilidade, como pode afirmar com tanta convicção que está tudo correcto? se 2 técnicos de contabilidade com escritórios de renome na praça, afirmam peremptória que existem. Não é que ele veladamente me ameaçou? Bem eu senti-me uma coisa ….. Senti-me humilhada, rebaixada para não falar de que toda a revolta que senti pela dedicação e amor que coloquei ao longo de tantos anos de trabalho e que foi posta em causa. Toda a ausência que dei os meus filhos por a mãe não estar presente quando mais precisaram, por chegar a casa ás quinhentas consecutivamente, por todos fins de semana longe da família, pelas horas e horas de trabalho, e muito mais, tudo isso me fez sentir que estava a viver um pesadelo, um filme de terror e que a qualquer momento iria acordar.

Infelizmente, hoje ao acordar vi que não …… Que era realidade e que tenho pela frente uma grande batalha para não dizer uma guerra. A ver vamos o que me espera …………………

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Secas .....


· Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na cama, com a luz apagada e te perguntam: - Você está dormindo? Não, estou a treinar pra morrer!

· Quando a gente leva um aparelho electrónico para a manutenção e o técnico pergunta: - Está com defeito? Não é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.

· Quando está a chover e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam: Vai sair com chuva? Não, vou sair na próxima.

· Quando você acaba de levantar, aí vem um idiota (sempre) e pergunta: Acordou? - Não…. Sou sonâmbulo!

· Seu amigo liga para sua casa e pergunta: - Onde você está? No Pólo Norte! Um furacão trouxe a minha casa pra cá!

· Você acaba de tomar banho e alguém pergunta: Você tomou banho? - Não, mergulhei na sanita mesmo!

· Você ta na frente da porta do elevador da garagem do prédio e chega um que pergunta! Vai subir?
Não, não, estou só á espera que o meu apartamento desça pra me pegar.

· O homem chega à casa da namorada com um enorme bouquete de flores.
Até que ela diz: - Flores? Não! São cenouras.

· Você chega ao banco com um cheque e pede pra trocar: - Em dinheiro? Não, pode ser mesmo tudo em clips!

(estas piadas apesar de arranjadas por mim, foram retiradas da net)

Pensamento do dia

A verdadeira medida de um homem não é como ele se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas como ele se mantém em tempos de controvérsia e desafio.

(Martin Luther King)

Post-it

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.
(Luiz Fernando Veríssimo)

A minha alma tá parva .........



Hoje vou entrar num assunto mais leve e descontraído.
Ontem estava eu com 2 amigas, daquelas a quem tudo é permitido, quando a conversa descamba para a música pimba e adjacentes.
Começam a descrever algo no youtube e eu a não entender patavina do que elas me estavam, a palrar ….
Eu não sou nada snob, respeito o gosto dos outros e ponto final, só assim posso exigir que respeitem os meus, mas se a coisa que realmente me tira do sério é a falta de cultura. Mas adiante …. Conversa daqui risota para acolá e a paginas tantas dou comigo em frente á net, convencidíssima que iria ver alguma sátira tipo “GATO FEDORENTO” ou similar quando as gajas me mostram a última novidade no já apelidado de Top10 da musica dos nossos emigrantes. Bem!!! A cada som e palavreado emitido por aquela coisa eu ia ficando lívida, abestalhada, siderada e todos os adas que possam imagina.
Aquilo era tão mau, de um gosto atroz, completamente mórbido ….. Descrevia a par e passo o que, INFELIZMENTE, se passa nas estradas com os emigrantes.
Aquilo chama-se “Vem devagar emigrante” e é do afamadíssimo Graciano Saga, eu não tenho nem coragem para fazer download daquilo e colocar aqui, vão vocês se se atreverem e depois não digam que eu não avisei.
Bem!!! A minha alminha tá parva! Como Meu Deus? Como pode alguém pegar num assunto tão sério e grave como é a sinistralidade e fazer uma coisa daquelas, dizer que é musica e depois haver quem a trauteie, cantarole e pasme-se dance ao som daquilo.
Eu sei que nós Portugueses somos dados a determinados achaques que não lembram nem ao diabo ….. mas isto….. é mau demais.
Por favor please ….. tirem-me desta thwiligt zone em que se transformou este cantinho á beira mar plantado.

A força da letra M


Não sei. ......

Poucas coisas, bobas.

Algumas fortes bem fortes e pesadas

Nem te conto.

Eu carregarei eternamente sozinha.

Sou forte, sou capaz de aguentar.

Quanto a ti não sei.

As mulheres são guerreiras e silenciam quando precisam.

Compartilham o que podem dão muitas vezes tudo o que tem.

Todas tem segredos. . . . . . . . .

Amores violentos (não com violência) que vivem intensamente

Paixões interrompidas. ..................

Sonhos esquecidos............................
Podem carregar dores, mágoas, mas não transparecem para qualquer um.

Escolhem um homem para amar, compartilhar alegrias, sonhos algumas tristezas e medos também

Mas tem medos que são só delas.

Tem desejos que são secretos.

Lembranças que são ocultas através de olhos sinceros.

Mas elas amam mesmo assim intensamente .....

Entregam-se, dividem-se, acreditam e esperam.

Possuem um amor infinito entre muitas outras coisas infinitas.

Que mal cabem dentro delas, tão frágeis e sensíveis tão lobas e famintas.

Mas são acima de tudo ...............

MULHERES

terça-feira, 2 de junho de 2009

Uma prece ...


Mais um drama! Este afectou familias de 33 paises. Centenas e centenas de pessoas hoje choram pelos familiares mortos (nada mais resta pensar) no acidente que ontem vitimou cerca de duas centenas e meia de pessoas. Uma prece é o que consigo pedir, uma oração seja qual for a vossa religião por aqueles que antes da morte devem ter sentido o horror do que lhes iria acontecer......

segunda-feira, 1 de junho de 2009

e BIBA o futebol .........


Não tenho nada contra este desporto, mas irrita-me profundamente todo o alarido provocado á sua volta.

Senão vejamos: Vivemos tempos conturbados, problemáticos com despedimentos em massa, empresas em layout, gente que não tem o que comer e onde dormir, greves e manifestações em praticamente todos os sectores da economia, e ..... gastam balurdios com o futebol.

Alguém já parou para pensar que as transacçõesa de futebolistas é o trafico de carne humana dos tempos modernos? ok ok eu sei que eles ganham fortunas com isso, mas não deixa de o ser. Numa era em que a maioria das pessoas subsiste de forma quase desumana, em que todos os dias vemos miserias infiindáveis nos noticiarios, como podemos ficar impávidos e serenos com os valores que são gastos á conta deste desporto? não haverá outros desportos que necessitassem de uma "Migalhas" também? Que outro desporto tem honras de transmissão de televisão de horas, programas de todo o gênero e feitio e para todos os gostos? Será que eu sou obrigada a levar com tudo isto? NÃO NÃO SOU ......... mas pensando bem, é isto que nós queremos, alguma coisa que nos faça esquecer os problemas com o banco, a sáude, a educação etc etc....., que nos faça beber umas cervejolas e gritar a plenos pulmões Biba o futebol para nos abstrairmos do quão podre anda o nosso país. E o Governo agradece podem crer, é que enquanto o Zé Povinho falar de Futebol, todas as questões essenciais ficam para depois. Tenho dito

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Vergonha .....

È mais um caso, escandaloso, diga-se de passagem o que se passa com a "Alexandra". Já não nos bastava estar associados ao caso "Madelaine" para estarmos mais uma vez na mira internacional, desta vez pela falta de descernimento de todos os que compõem e decidiram e resolveram este lamentavel caso.
Choca-me profundamente que se diga que temos lesgilação sobre os direitos das crianças, quando na pratica, nos estamos a borrifar para o que pequena Xana ira sofrer.
Alguém perguntou á Alexandra o que ela queria? alguém se preocupou como seria o futuro dela antes de decidir? Não acho que não, afinal é uma criança!!!!!
Como podemos ser permissivos ao ponto de entregar-mos uma criança que não tem como se defender, a uma energúmena, sim porque é isso que a mãe biológica é, uma perfeita anormal e imbecil a quem a menina só faz falta para certos privilégios e cinco minutos de fama nada mais. Em que momento da vida (curta) da Alexandra ela se preocupou com o seu bem estar? com a sua educação, saúde, e desenvolvimento? NUNCA, então alguém me explique como se eu fosse muito "Burra" porque razão se arranca uma criança aos braços de quem sempre a tratou como uma filha e se entrega a alguém que não se preocupa nem nunca preocupou ....???? O mais grave de tudo isto, é que a decisão tomada é completamente irreversível, não há forma de voltar atrás, porque ela foi enviada para um Pais que não conheçe, não sabe pronunciar uma palavra em russo (afinal ela nasceu e cresceu cá) com um ambiente hostil e onde não conheçe nada nem ninguém a não ser uma mãe que de mãe nada tem. O que me custa é saber que o nosso sitema de Segurança Social, Juizes, Psicologos, Serviços de Acompanhamento e tudo mais que nisto está envolvido, não tenha levado em consideração os elementos mais basicos do ser humano, principalmente das crianças, que são carinho, amor, respeito e bem estar, não tenha levado em consideração tudo o que os relatórios diziam, mãe alcoólica e propensa a relacionamentos duvidosos, que esteve presa (por ir á missa todos os Domingos não foi com toda a certeza) mau comportamente etc etc etc ...... então? qual foi a permissa que levou a este desfecho?
Enfim .......... é o Pais que temos, mas não é por ele ser assim que devemos ser indolentes e permissivos com este tipo de situações, cabe-nos a todos nós erguer a voz contra esta falta de ética e profissionalismo das nossas Instituições.